sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Sala Verde Animada

A Sala Verde UFSC produziu sua primeira história em quadrinhos! A monitora Juliana Frandalozo montou o roteiro e teve a ajuda dos monitores Isabel Nunes e Clóvis Kuster para realizar.

A idéia é que os quadrinhos sejam um storyboard (roteiro para filme) para que no futuro possamos fazer na Sala Verde animações em vídeo.

O projeto foi nomeado `Sala Verde Animada` e conta uma histórinha simples, uma brincadeira com o logo da Sala Verde UFSC: Uma sementinha é lançada e regada pela chuva começa a brotar. Quando cresce vira uma árvore bonita que vai dando frutos. Esses frutos são o nosso trabalho aqui na Sala Verde UFSC: Pesquisa, ação, protagonismo juvenil, educação ambiental, educomunicação, trabalho em rede.

A história termina com uma vinheta: `Por um mundo mais verde. Sala Verde UFSC`.

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

III CNIJMA: Trabalhos de escolas catarinenses são selecionados

A etapa estadual de seleção dos trabalhos feitos nas escolas do estado para a III Conferência Nacional Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente foi cumprida na última segunda-feira, 15 de dezembro. Os cartazes escolhidos já foram enviados para a Secretaria Estadual de Educação.

Para a seleção, estavam presentes os membros do Coletivo Jovem de Meio-Ambiente de Florianópolis e monitores da Sala Verde UFSC, Clóvis Kuster e Leticia dos Santos, o Coletivo Jovem de Itajaí e a Comissão Organizadora Estadual (COE). Eles nomearam 22 escolas de todos o estado que serão representadas pelos devidos delegados, três coletivos jovens (Florianópolis, Itajaí e Penha) e quatro acompanhantes da Comissão Organizada Estadual na Conferência Nacional em Brasília em Abril de 2008.

Os critérios adotados para a escolha foram: Coerência, clareza, viabilidade, diversidade étnica e de gênero, diversidade de cidades e criatividade. Foram escolhidos ainda, os 11 cartazes mais bonitos e coerentes aos temas da Conferência deste ano: Água, Ar, Fogo e Terra. Os trabalhos selecionados poderão ilustrar as cartilhas da IV Conferência.

Com informações de Leticia dos Santos
Coletivo Jovem de Meio Ambiente de Florianópolis

Foto: Osvaldo Nocetti - SED/ASCOM

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Oficina de blogs na Sala Verde

Fim de ano é hora de avaliar nosso trabalho e na Sala Verde não é diferente. No dia 10 de dezembro, a monitora Juliana Frandalozo ofereceu a segunda etapa da oficina de blogs para a equipe Sala Verde UFSC. Nessa etapa, o foco foi a análise de resultados obtidos com o trabalho nesse blog e a preparação dos novos monitores-blogueiros que vão trabalhar na Sala Verde no próximo semestre.

Os tópicos tratados na oficina foram:

1. O que é um blog?

2. O que faço com um blog?
-Importância dos blogs na difusão de informações -Importância do blog para avaliação e manutenção dos objetivos de um projeto, inclusive na metodologia.
-O blog como ferramenta de sistematização do trabalho que está sendo desenvolvido.
-A importância do blog para o registro das atividades na Sala Verde.
-As potencialidades do blog no ensino de conteúdo – integração de informações, educomunicação.

3. O que escrever no blog? Perguntas feitas com freqüência.

4. Apresentação do Manual de Redação para blogs da Sala Verde UFSC.

Para o próximo semestre, a monitora Juliana Frandalozo passa a coordenação do blog para a monitora Letícia dos Santos que também é membro do Coletivo Jovem de Meio Ambiente da Grande Florianópolis. Durante as férias vamos postar materiais juntas e a Letícia vai aos poucos pegando o ritmo deste blog.

Acompanhe as novidades da Sala Verde UFSC nos próximos posts!

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Sala Verde UFSC e o Dia do voluntariado

Hoje é o dia do voluntariado. A Sala Verde UFSC apóia a livre iniciativa que é, inclusive, uma das bases do protagonismo juvenil. Nas nossas atividades, o envolvimento de voluntários é frequente e fazem com que os trabalhos integrem pessoas da universidade e de fora dela, incentivando a cidadania. Além disso, antes mesmo de começar a trabalhar na Sala Verde, grande parte dos integrantes da equipe já fazia trabalhos voluntários tanto na área ambiental, quanto na social.

Com todos os problemas gerados pelas chuvas no estado, o trabalho dos voluntários se tornou fundamental para ajudar os atingidos pela enchente. O site da defesa civil dispõe informações atualizadas sobre o desastre e a relação de contas bancárias para doações. Também há um espaço para cadastro de voluntários aqui.

Ser voluntário é ser cidadão.

sábado, 29 de novembro de 2008

TV Sala Verde UFSC

É o nosso próprio canal de TV no You Tube: http://br.youtube.com/user/SalaverdeUFSC
Lá colocamos alguns dos vídeos produzidos aqui na Sala Verde UFSC pelos monitores. A produção é grande, mas só alguns vídeos podem ir para a internet. A medida é para evitar exposição indevida de crianças das escolas onde a Sala Verde UFSC atua.

Fazer os vídeos é uma atividade de educomunicação e envolve um processo de aprendizado, não só do software de edição, como de sistematização do conteúdo trabalhado. Cada um de nossos projetos tem, pelo menos, um vídeo. Se quiser assistí-los e conhecer nosso trabalho, venha até a Sala Verde, na parte debaixo da Biblioteca Universitária da UFSC.

Durante a Sepex exibimos no espaço Integração parte do nosso acervo, composto de vídeos nossos e outros de educação ambiental.

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Conferência Nacional Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente

A Conferência Nacional é um evento que reúne crianças e adolescentes de todo o país para discutir temas atuais sobre Meio Ambiente. A 3a CNIJMA será no dia 30 de abril de 2009 em Brasília e tem como tema: terra, fogo, água e ar. Assista o vídeo que a Sala Verde UFSC preparou
A Sala Verde UFSC e o Coletivo Jovem da Grande Florianópolis trabalham na preparação dos jovens das escolas da Grande Florianópolis através de mini-conferências. Na preparação, os alunos são estimulados a pensarem sobre os quatro temas relacionados a mudanças climáticas.

Eles se reúnem em grupos e debatem ações e responsabilidades relacionadas à questão: "O que nós jovens podemos fazer pelo futuro?". Cada grupo escreve suas propostas em um cartaz.

Os cartazes dos grupos são apresentados e defendidos. Todos os alunos votam nas melhores propostas que serão avaliadas e passadas para a próxima etapa de conferência. Nas fotos, os cartazes com ações e responsabilidades propostas pelos alunos e a votação.


terça-feira, 25 de novembro de 2008

Gincana do Lixo

No dia 19 de Novembro realizamos uma gincana cooperativa do lixo no Núcleo de Desenvolvimento Infantil da UFSC, como parte proposta do projeto Nosso Lixo Que Não É Lixo. A gincana foi realizada em quatro momentos, dois durante a manhã e dois durante a tarde, divididos em grupos dos mais novos e mais velhos.

Começamos a atividade exibindo um vídeo muito conhecido da geração anterior: do ratinho do Castelo Rá-Tim-Bum alimentando a lixeira com o lixo que foi jogado fora dela. Em seguida levamos as crianças para uma área (foto acima) onde foram espalhados alguns tipos de resíduos (garrafas pet, latinhas, papel e orgânico) e, mediante orientação e coordenação dos adultos, elas separaram corretamente estes resíduos. Todo esse material foi encaminhado pelas próprias crianças para as lixeiras adequadas localizadas na instituição. Por fim, todas elas fizeram um grande desenho relacionado à atividade (foto abaixo).

Nosso objetivo consistiu em transmitir alguns pequenos conhecimentos sobre resíduos e incentivar a participação das crianças no correto manejo e destino, entendendo que elas são a nova geração que está chegando no mundo e, portanto, não queremos que elas cometam os mesmos erros que as gerações anteriores.

Com esa gincana, encerramos nossa atuação direta com as crianças do NDI, mas o trabalho segue.

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Coletivos Jovens de Meio Ambiente

São grupos informais que reúnem jovens com o objetivo de envolver-se na questão ambiental e desenvolver atividades para melhorar o meio ambiente e a qualidade de vida. Esses coletivos trabalham com o conceito de Protagonismo Juvenil e são como redes locais que articulam pessoas e organizações e seguem três princípios de atuação e criação:

JOVEM EDUCA JOVEM: Onde os jovens trocam experiências e saberes entre si. Eles assumem o processo educacional, por meio das comunidades aprendentes.

JOVEM ESCOLHE JOVEM: Onde os jovens assumem a maturidade e capacidade de agir, demonstrando que podem se organizar e pôr em praticas seus objetivos.

UMA GERAÇÃO APRENDE COM OUTRA: onde os jovens recém-engajados compartilham idéias, conhecimento e experiências com os jovens antigos.

A Sala Verde UFSC apóia os Coletivos Jovens atuando em parceria com os representantes da Grande Florianópolis.


sábado, 22 de novembro de 2008

O que é uma Ilha de Biodiversidade?

Ilha: Porção de terra
Bio: Vida
Diversidade: Variedade

A Ilha de Biodiversidade é uma porção de terra onde cultivamos diversas espécies de plantas que irão interagir com o meio colaborando com a melhoria do solo, atraindo outros seres vivos e multiplicando as diversas formas de vida.
A exemplo do que acontece nas “Ilhas de Biodiversidade”, na Sala Verde UFSC valorizamos a diversidade, a interdependência entre os seres e apostamos na solidariedade para a existência e o crescimento de uma comunidade saudável. Em síntese, ambas são estratégias de enraizamento da educação ambiental que buscam contribuir com a melhoria da qualidade de vida e do ambiente em que vivemos.

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Reutilização de materiais

Preocupada com a produção cada vez mais alarmante de lixo na sociedade atual, a Sala Verde UFSC procura reutilizar materiais em suas atividades como forma de estimular o consumo consciente e a sustentabilidade.

Dentro desta prática, desenvolvemos a oficina de confecção de cadernos ecológicos, também reutilizamos material para fazer os jornais-murais e para as atividades lúdicas de educação ambiental, sempre estimulando a criatividade.

Na nossa sala, tem uma poltrona de pneu que é um símbolo do reúso de materiais. Ela foi feita em parceria com o Neiciclagem do Museu do lixo da Comcap e reutilizou dois pneus - um dos materiais mais poluentes que existem - uma capa de guarda chuva, além do arame, madeira de apoio e espuma, todos materiais que já haviam sido descartados como lixo.

Na foto ao lado, tirada durante a Sepex, dá prá ver a poltrona de pneu e a oficina de caderninhos sendo realizada.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Resíduos sólidos e meio ambiente

Nesta semana os integrantes da Sala Verde UFSC estiveram no Fórum de Mobilização Comunitária - Resíduos Sólidos, Saúde e Meio Ambiente, promovido pela Comcap e pela Prefeitura Municipal de Florianópolis no Sapiens Park (Rodovia Luiz Boiteux Piazza, 1302), em Cachoeira do Bom Jesus.

Vários projetos de destinação de resíduos sólidos foram apresentados no evento e 11 a 13 de novembro. Junto com a equipe da Sala Verde foram alguns alunos das escolas Jurema Cavallazzi e Hilda Teodoro, que participaram do projeto Aprendendo a Cuidar. Eles apresentaram as músicas-paródias que fizeram nos projetos e fizeram a trilha do Rio do Braz.

Crianças de várias outras escolas estiveram lá participando das oficinas e assistindo as apresentações. O Fórum buscou debater a responsabilidade de todos pelo lixo, baseado nos quatro érres - repensar, reduzir, reutilizar e reciclar.





quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Nosso lixo que não é lixo

Neste segundo semestre de 2008, a Sala Verde UFSC iniciou um novo projeto no Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI) da UFSC, intitulado "Nosso Lixo Que Não É Lixo", com o objetivo de apoiar a gestão ambiental já existente no NDI sobre uma correta utilização e destinação dos resíduos sólidos e orgânicos.

Nosso primeiro passo foi diagnosticar a situação atual, para melhor entender como seria nossa atuação. Por meio de palestras e pequenas intervenções na própria sala de aula, procuramos sensibilizar as professoras e estagiárias, partilhando conceitos sobre o tema.
As crianças participam do projeto em ações pontuais como a criação de um robô de latas e uma árvore de papel, que serão usados para representar lixeiras.



Nas fotos acima, partes do boneco de lata e o Jornal Mural do projeto no NDI.

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Protagonismo Juvenil

É o jovem atuando como protagonista em sua comunidade para a solução de problemas reais, através de uma participação efetiva e construtiva.

Os monitores-bolsistas da Sala Verde UFSC são incentivados a desenvolver projetos e encampar ações em educação ambiental e outras questões relativas ao meio ambiente, a fim de que sejam protagonistas juvenis atuantes para o bem-estar de sua comunidade.

Também é papel do protagonista juvenil disseminar boas práticas sempre buscando articular pessoas para a solução dos problemas de sua região, aprendendo e ensinando com todas a gerações de jovens.

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Conceitos trabalhados na Sala Verde UFSC

Cada vez mais o mundo se interessa por questões ambientais. A Sala Verde UFSC foi formada com o objetivo de ser uma referência de pesquisa e prática. Um lugar onde meio ambiente e educação ambiental são pesquisados e desenvolvidos na prática.

Em quatro anos cultivando essa semente, a Sala Verde UFSC busca apoio teórico para seus projetos, firmando-se em conceitos sólidos que podem ser observados na prática diária dos sub-projetos.

Esses conceitos você pode ver aqui no blog [+] onde sempre temos novidades.


Notícias
Lula planta árvore em homenagem à Constituinte

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Educomunicação: Um processo no qual todos aprendem

Educomunicação é um processo de educar com as ferramentas da comunicação. O conceito desenvolvido pelo jornalista e professor da Escola de Comunicação e Artes da USP, Ismar de Oliveira, marca a atuação dos monitores da Sala Verde UFSC nas práticas educacionais nas escolas parceiras, nos três espaços de atuação e na internet.

Usar a educomunicação para a educação ambiental é uma prática já disseminada por todo o país, sendo inclusive incentivada durante o processo que prepara as crianças para a Conferência Nacional Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente.

Nosso blog salaverdeufsc.blogspot.com, e o canal TV Sala Verde www.youtube.com/salaverdeufsc são ferramentas importantes para divulgar os projetos e os produtos surgidos do processo de educomunicação - vídeos, spots de rádio, paródias de músicas, jornais-murais - e oficinas que incentivam a criatividade como prática de educação ambiental.

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Bicicletada: venha pedalar pelo trânsito sustentável

Esse é o convite que recebemos: A Bicicletada de Aniversário de outubro ocorrerá nesta sexta-feira 31/10, com concentração na Concha Acústica a partir das 18h e saída cerca de 19h.
Se puder, compareça fantasiado. Não é todo ano que vamos pedalar em pleno dia das Bruxas e dia do Saci!

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Educomunicação: nosso banner para a Sepex

Esse é o banner que fizemos especialmente para a 7° Sepex na UFSC. Foi uma construção coletiva, envolvendo monitores novos e os que estão a mais tempo. Os textos foram propostos e desenvolvidos e as fotos compartilhadas.

A proposta da construção coletiva do banner é um processo de educomunicação, onde cada um pode colocar em um meio comunicativo - o banner ou mural - tudo o que aprendeu sobre determinado tema. Durante o processo os monitores vão aprendendo a sintetizar seus conhecimentos e torná-los acessíveis aos leitores.
Nos próximos posts, vamos colocar os textos feitos para o banner. Faça parte desse processo, aprendendo conosco!

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Mais fotos das oficinas

Oficina de caderninhos na sexta-feira













Oficina de pulseirinhas

Oficina de cadernos ecológicos


A oficina de cadernos ecológicos com material reaproveitado é um sucesso! Jovens de todas as idades procuram nosso estande para fazer os caderninhos.

Venham fazer os seus no estande da Sala Verde UFSC!

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Espaço integração: vídeos

O Espaço Integração é o lugar dos vídeos. Nosso acervo é variado, com produções da própria Sala Verde UFSC e também de outros. Confira a programação para a sexta-feira:

9h30: Projeto Água de Beber e em seguida Água de Beber 2007
10h: Projeto Aprendendo a Cuidar e em seguida Projeto Aprendendo a Cuidar na EBM Silveira
11h: Árvore Sagrada
12h: WWF - Colhe o que planta
13h: Parque Estadual da Serra do Tabuleiro e Recursos Hídricos
14h: Protagonismo Juvenil - Instituto Larus
14h30: Projeto Aprendendo a Cuidar
e em seguida Projeto Aprendendo a Cuidar na EBM Silveira
15h: Ilha das Flores
16h: Árvore Sagrada
17h: Redescobrindo o Mar
18h: O encontro do homem com a natureza
19h: Ilha das Flores
20h: Um sonho possível - Henrique Veras

Mais fotos da Sepex






















Projeto Farmácia Viva na 7º Sepex


O Projeto Farmácia Viva, um dos parceiros da Sala Verde UFSC nas oficinas de plantas bioativas na Ecofeira também está na 7º Sepex expondo suas plantas de uso medicinal.

No estande do Projeto Farmácia Viva estão várias plantas bioativas, algumas das quais já foram trabalhadas nas oficinas da Sala Verde UFSC, com a colaboração da farmacêutica Ana Magalhães (foto), na Ecofeira.






Projeto Lontra na Sepex

O Instituto Ekko Brasil mostra seus trabalhos na Sepex. Como o Projeto Lontra que possui um Centro de Recuperação de animais doentes, machucados e órfãos no sul da Ilha de Santa Catarina.

O coordenador de campo, Marcelo Tosatti (foto), falou sobre a reabilitação de animais. Ele contou como foi a recuperação da lontra Otto, que foi resgatada quase mora, passou por quatro meses de tratamento intensivo e voltou para a natureza totalmente recuperado.

O Instituto Ekko trabalha com o programa Ecovolunteer, que traz voluntários da Europa para trabalhem aqui no Brasil.

Boi de mamão na 7º Sepex

As crianças do Núcleo de Desenvolvimento Infantil apresentam danças e canções do Boi de Mamão.

Mais fotos da 7º Sepex







Escolas na 7º Sepex

Agora à tarde, muitas escolas estão trazendo seus alunos à Sepex. Confira nas fotos.

Espaço Integração: venha assistir vídeos legais

O Espaço Integração é o lugar dos vídeos. Nosso acervo é variado, com produções da própria Sala Verde UFSC e também de outros. Confira a programação para essa tarde:

14h: Protagonismo Juvenil - Instituto Larus
14h30: Projeto Aprendendo a Cuidar
e em seguida Projeto Aprendendo a Cuidar na EBM Silveira
15h: Ilha das Flores
16h: Árvore Sagrada
17h: Redescobrindo o Mar
18h: O encontro do homem com a natureza
19h: Ilha das Flores
20h: Água de Beber e em seguida Água de Beber 2007

7º Sepex - Oficina de pulseirinhas


Pela manhã a Sala Verde UFSC realizou duas oficinas de confecção de pulseirinhas feitas com folhas de revista reutilizadas. As oficinas de caderninhos ecológicos estão reunindo vários interessados. Venha fazer seu caderninho com material reutilizado hoje mesmo às 3 horas da tarde.


Aproveite para conhecer o nosso trabalho!


quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Espaço Integração: vídeos

Este é o Espaço Integração, onde a Sala Verde exibe vídeos sobre meio ambiente. No nosso acervo estão vários clássicos como: Ilha das Flores e Árvore Sagrada. Também exibimos os vídeos que os monitores da Sala Verde UFSC produzem como o Água de Beber, Quem somos Nozes e Aprendendo a cuidar. Os próximos horários de exibição são:

- 18:30h: Ilha das Flores
- 19h: III Conferência Nacional Infanto-Juvenil de Meio Ambiente - apresentação dos quatro temas
- 19:30h: Áprendendo a cuidar no EBM Silveira
- 20h: Árvore Sagrada

Sala Verde UFSC ao vivo da Sepex



Nosso estande está na área de Meio Ambiente, nº 18. Partiocipe das oficinas (detalhes no post anterior) e venha nos visitar!

Sala Verde UFSC na Sepex

Venham nos visitar no estande 18 da área de Meio Ambiente, perto da Educação e da Comunicação. Nós preparamos para os visitantes duas oficinas:

- Confecção de caderninhos ecológicos: Feitos com material reaproveitado, os caderninhos são úteis e aproveitam folhas usadas em um só lado sem precisar reciclar.

De quarta a sábado 10:30 da manhã
De quarta a sexta às 15 h


- Confecção de pulseirinhas: Sâo feitas com folhas de revistas.
Quinta: 9:30h e 11h
Sexta: 14h e 16:30h

Participe!!!!

Acompanhe a cobertura on-line da Sala Verde UFSC na Sepex em tempo real.

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Agricultura familiar é saída para a fome no mundo

No Dia Mundial da Alimentação, FAO defende a agricultura alimentar

Amanhã, dia 16, é o Dia Mundial da Alimentação. Diante do aumento da fome no mundo e da demanda de agrocombustíveis, o diretor-geral da Agência da ONU para Agricultura e Alimentação (FAO), Jacques Diouf, acusou os dirigentes mundiais de terem ignorado as advertências lançadas por sua agência sobre a crise alimentar.

Investir na agricultura familiar é uma das soluções apontadas para resolver o problema da fome. Além de contribuir para a segurança alimentar das famílias, é também uma forma de evitar o êxodo rural.

A fome afeta de 923 a 925 milhões de pessoas, quase um sexto da população mundial. Esse número vem aumentando devido às crises econômicas, revoltas, e o aumento dos preços dos alimentos.

Para Diouf a falta de vontade política é o principal entrave. A ajuda internacional para países onde a fome é mais grave caiu em 2008 a seu nível mais baixo em 40 anos. Além disso, os investimentos em agricultura entre 1980 e 2006 caíram de 17% para 3%, enquanto a população mundial ganhou durante esse tempo mais 78,9 milhões pessoas por ano.

"Ao mesmo tempo os agrocombustíveis privaram o mundo de 100 milhões de toneladas de cereais como o milho ou o trigo, que poderiam servir para alimentar seres humanos", ressalta o diretor-geral.

Com informações da AFP


A Sala Verde UFSC apóia a agricultura familiar e orgânica através da Ecofeira que acontece toda quarta-feira na Praça da Cidadania da UFSC.

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Nosso Lixo Que Não É Lixo - Projeto de Atuação no NDI















Neste segundo semestre de 2008, a Sala Verde UFSC iniciou um novo projeto no Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI) da UFSC, intitulado: "Nosso Lixo Que Não É Lixo", com o objetivo de apoiar a gestão ambiental já existente no NDI sobre uma correta utilização e destinação dos resíduos sólidos e orgânicos.

O projeto está sendo desenvolvido pelos monitores Alexandre Schröder e Fabrício Roberto Pacheco, com coordenação de Clarice Trindade, colaboração de Regiani Parisi Freitas (diretora do NDI), Gilberto Lopes Lerina (Educação Física) e Neldo Wazlawick (Rede Semente Sul).

Minhocas na cabeça

Quando falamos em reciclagem, o que vem primeiro a sua cabeça? Latinhas de alumínio? Papéis? Plásticos? Garrafas PETs? Você já pensou em cascas de frutas, restos de verduras, talos, sementes, enfim, nesta variedade grande de sobras de alimentos que jogamos fora todo o dia. Pois é, estes são os legítimos resíduos recicláveis e nós quase nem percebemos a importância deles.

Para sensibilizar a comunidade escolar do Núcleo de Desenvolvimento Infantil – NDI-UFSC sobre o valor destes resíduos e apontar uma altenativa para as familias, a Sala Verde UFSC viabilizou a doação de uma unidade doméstica da Minhocasa para a escola.

A unidade será utilizada com fins educativos para demonstrar o processo de vermicompostagem para as crianças, funcionários e familiares. O húmus e o biofertilizante produzidos no processo serão utilizados nos canteiros, vasos e na horta da escola.

A entrega da unidade ao NDI foi realizada na última sexta feira, dia 03 de outubro de 2008 e a apresentação desta à comunidade escolar será feita no dia 08 de outubro junto com a abertura da exposição de fotos “Flores de Nosso Jardim”.


Estas ações integram o sub-projeto "Sala Verde mais Verde", uma parceria da Sala Verde UFSC com o Núcleo de Desenvolvimento Infantil da UFSC.


Para saber mais, entre em contato com nossos monitores pelo fone (48) 3721-9044 ou mande uma mensagem para: salaverde@salaverde.ufsc.br

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Sustentabilidade para o futuro

Que futuro você deseja? Por mais pessoal que possa parecer essa é a pergunta-chave das discussões sobre sustentabilidade. Cultivar um presente saudável é garantir um futuro melhor. E esse futuro não deve ser pensado apenas por um lado, seja ele econômico, político ou ambiental: deve ser pensado por todos os setores.

As discussões das diversas áreas são constantemente atualizadas com novas pesquisas, fóruns e investimentos. O importante é que essas diferentes áreas não sejam tratadas isoladamente. Quando se pensa em construção civil, não se deve pensar somente em materiais que economizem dinheiro, mas que também poupem os recursos naturais, utilizem o terreno sem maiores intervenções, provoquem o mínimo impacto ambiental, que facilitem o reúso ou a reciclagem e que sejam socialmente aplicáveis.

Tudo o que cerca o nosso dia-a-dia pode ser pensado de forma sustentável. O consumo é o mais evidente pois deve ser pensado desde a origem do produto até seu descarte. Usar material descartável como copos e sacolas, é um exemplo de consumo insustentável.

Repense seu consumo para ter um futuro mais feliz.

Este é o último post da série Sustentabilidade. Se quiser ver todos os posts da série clique aqui.

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Museu do Lixo faz cinco anos

Na última sexta feira, 26 de setembro, a Sala Verde UFSC participou das comemorações dos cinco anos de existência do Museu do Lixo da Companhia Melhoramentos da Capital-COMCAP. O Museu do Lixo, localizado junto ao Centro de Transferência de Resíduos Sólidos- CTReS, no bairro do Itacorubi, é uma iniciativa de funcionários da Companhia Melhoramentos da Capital- COMCAP, empresa de economia mista responsável pela limpeza urbana de Florianópolis.

Neste espaço educador, com muita arte e criatividade, seu principal idealizador e grande animador, Valdinei Marques - Neiciclagem, conduz o visitante por uma viagem reflexiva no universo do consumo e do cuidado com o meio ambiente.

Reconhecendo o valor do trabalho desenvolvido por Nei para a educação ambiental da Capital e buscando homenageá-lo, a equipe da Sala Verde UFSC produziu um pequeno clipe que foi apresentado no evento. A trilha sonora do clipe, uma parodia tratando da temática do lixo e do cuidado com o ambiente, que foi criada por alunas da Escola Hilda Teodoro após a visita em 2007, emocionou a equipe do Museu.

Num clima de confiança pelos bons frutos colhidos nestes anos de parceria, a Sala Verde UFSC e o Museu do Lixo da COMCAP garantem fortalecer cada vez mais seus laços de amizade e cooperação e realizar ainda em 2008 outras atividades conjuntas. Museu do Lixo - Não deixe de conhecer! Agende sua visita - 3338-3031

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Bicicletada: pessoas pelo trânsito sustentável

Bicicletada, Massa Crítica ou Critical Mass é um evento que ocorre tradicionalmente na última sexta-feira do mês em muitas cidades pelo mundo, onde ciclistas, skatistas, patinadores e outras pessoas com veículos movidos à propulsão humana, ocupam seu espaço nas ruas. Os passeios são auto-organizados e independentes - geralmente apenas o local de encontro, o dia e o horário são definidos.

Em algumas cidades, o trajeto, o ponto de chegada e as atividades ao longo do percurso são decididos somente quando o evento já esta ocorrendo. Existe um caráter de protesto nesses eventos: os participantes demonstram, se reunindo em público, as vantagens de usar a bicicleta como meio de transporte nas cidades e também alertam para as mudanças necessárias no espaço urbano para melhor acomodar os ciclistas.

O movimento cresce como uma forma de protesto contra a hegemonia dos carros no meio urbano. É uma alternativa mais ecológica e sustentável ao caos no transporte.

Pra mais informações sobre a Bicicletada em Floripa, você pode entrar no grupo de e-mails Bicicletada Floripa ou visitar o site da ViaCiclo - Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis. O movimento se reúne toda última sexta-feira do mês, a partir das 18h, em frente à Concha Acústica da UFSC, saída às 19h.

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Sustentabilidade na Semana de Arquitetura

Com o tema Sustentabilidade, que arquitetura queremos? O Centro Acadêmico Livre de Arquitetura e Urbanismo promove a semana da Arquitetura de 22 a 27 de setembro. No site do evento você pode conferir a programação.

O trânsito e a sustentabilidade

O que sustentabilidade tem a ver com trânsito? Tudo! O fato de a quantidade de carros particulares nas ruas aumentar todos os dias, dificulta a mobilidade das pessoas. Além disso a poluição que os veículos motorizados jogam no ar prejudica a saúde e a qualidade de vida das pessoas. Ou seja, incentivar carros nas ruas é insustentável.

Hoje é o Dia Sem Carros. No Brasil, o Ministério das Cidades coordena a campanha com o nome de “Na Cidade Sem Meu Carro” com o objetivo de conscientizar as autoridades e a população para os efeitos negativos do uso do carro particular como meio de transporte urbano.

A alternativa mais viável é o transporte público eficiente. Mas, também há outras alternativas como a bicicleta, o skate, o patinete, patins, ou mesmo andar a pé. Esses últimos além de não ocuparem muito espaço e não lançarem fumaça no ar, constribuem para que o usuário tenha uma vida mais saudável.

A ViaCiclo - Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis - foi fundada em 2001 por um grupo de ciclistas que busca ações que contribuam para a mobilidade através da participação no Plano Diretor, da Bicicletada, ciclotrilhas e outros movimentos.

Pra mais informações sobre a Bicicletada em Floripa, você pode entrar no grupo de e-mails Bicicletada Floripa. O movimento se reúne toda última sexta-feira do mês, a partir das 18h, em frente à Concha Acústica da UFSC, com pedalada às 19h.


Notícias:
Bicicleta economiza AU$227,2 milhões por ano na Austrália


Programação do Dia Sem Carros hoje:

22/09 - Pedalada entre o Hospital Infantil e o Centro, passando pela Ciclofaixa da Agronômica e Ciclovia da Hercílio Luz; saída às 14:00 h;

22/09 - Vaga Viva na Praça XV - instalação de mesas e cadeiras na vaga de estacionamento de um carro em via pública; jogos, bate-papo descontraído e diversão para dar vida ao espaço público entre.

Do Viaciclo

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Descrescimento sustentável - que idéia é essa?

Uma forma diferente de pensar, desconstruindo a idéia de que temos de crescer a qualquer custo. Esse conceito é desenvolvido pelo professor e filósofo francês Serge Latouche.

Em seu artigo publicado no site Le Mone Diplomatique, ele salienta que "o crescimento pelo crescimento torna-se o objetivo primordial, senão o único da vida, na sociedade capitalista, o que acarreta uma degradação progressiva do ambiente e dos recursos globais. Vivemos, atualmente, às vésperas de catástrofes previsíveis". [leia o artigo]

A solução para evitar essa catástrofe é o descrescimento sustentável, com uma redução drástica do consumo e consequentemente da produção. Isso provocaria “um círculo virtuoso de descrescimento: Reavaliar, Reconceitualizar, Reestruturar, Relocalizar, Redistribuir, Reduzir, Reutilizar, Reciclar". Em entrevista à Revista Vida Simples, o professor destacou ainda que é necessário mudar hábitos que só nos fazem mal:

"O consumo traz cada vez menos a felicidade. Vários indícios provam isso. Muitos estudos apontam para o aumento de suicídios e a utilização de antidepressivos. O estresse tornou-se um problema grave em nossa sociedade. Mas ao mesmo tempo somos viciados nesse estilo de vida. Necessitamos de uma terapia".

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Plantas Bioativas: Erva de Santa Maria na Ecofeira

Na Ecofeira de hoje, a Sala Verde UFSC touxe a farmacêutica do projeto Farmácia Viva e colaboradora do Horto Medicinal do Hospital Universitário, Ana Magalhães, para dividir seus conhecimentos sobre a Erva de Santa Maria - Chenopodium ambrosioides -, da família das Quenopodiáceas, em mais uma oficina sobre plantas bioativas.

A Erva de Santa Maria é também conhecida como mentruz e sua infusão pode ser usada como diurético, digestivo, fortificante e vermífugo. O uso tópico é recomendado para contusões. O uso interno não pode ser prolongado, pela alta toxidade da planta.

Dia Mundial Sem Carros

Dia 22 é o Dia Mundial Sem Carros. A intenção desta data é provocar reflexões sobre o trânsito, para que as pessoas adotem alternativas sustentáveis como a bicicleta. A ViaCiclo - Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis - divulgou a seguinte programação:

17/09 - 19:00 h - Debate sobre mobilidade: exibição de filmes e debate com representantes da ViaCiclo, do Movimento Passe Livre, do Núcleo Distrital do Plano Diretor do Campeche e do Conselho Local de Saúde do Rio Tavares; local: Conselho Comunitário da Fazenda do Rio Tavares;

18/09 - Panfletagem de ciclistas no trânsito: distribuição de panfleto nos semáforos instigando os motoristas a deixarem o carro em casa no dia 22 de setembro - local e horário de encontro a combinar;

19/09 - Desafio Intermodal - sairão da UFSC, exatamente às 18:30h, pessoas de bicicleta, carro, moto e ônibus, com o objetivo de verificar quem chega mais rápido ao centro da cidade;

22/09 - Pedalada e caminhada entre o Trevo do Campeche e a Praia do Campeche; rua de lazer no Campo de Aviação.

Segundo os organizadores a programação está em construção. Confira no site da ViaCiclo as atualizações.

Sustentabilidade é possível?

Se a sustentabilidade for pensada nas várias abordagens descritas no post anterior, ela não só é possível como necessária para garantir o futuro do planeta. Entretanto, alguns setores da sociedade discutem o que chamam de 'desenvolvimento sustentável' através de um viés essencialmente capitalista, ou seja, de aumento da produção e consequentemente da exploração dos recursos naturais.

Ocorre que a escassez e finitude de recursos naturais é um dos principais problemas discutidos na sustentabilidade. Isso quer dizer que um desenvolvimento sustentável estaria mais próximo de um mito que de uma realidade. Observe que uso o termo 'desenvolvimento sustentável' com um conceito diferente de sustentabilidade.

Há vários pesquisadores que debatem o mito do desenvolvimento sustentável. O professor Gilberto Montibeller-Filho, da UFSC é um deles. Em seu livro O mito do desenvolvimento sustentável- meio ambiente e custos sociais no moderno sistema produtor de mercadorias [+], já em terceira edição pela EdUFSC, ele analisa a possibilidade de se tratar igualmente a realidade social e ambiental no desenvolvimento sustentável.

No próximo post da série, saiba que idéia é essa de decrescimento sustentável. Até lá.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Visita ao Projeto UCA no Rio Grande do Sul


Na última quinta-feira (dia 11/09) integrantes da Sala Verde UFSC e a comunidade escolar da EBM Vitor Miguel de Souza (bairro Itacorubi) foram conhecer o Projeto "Um Computador por Aluno", apelidado de UCA, em Porto Alegre/RS. Há um ano o UCA vem modificando a rotina de estudos dos alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental Luciana de Abreu, que atende famílias de classe popular.

Desde 2005, o governo brasileiro investiga a possibilidade de adoção dos laptops educacionais, como é o caso do modelo XO, qualificando o ensino. Esta iniciativa busca a inclusão digital do aluno, proporcionando práticas diferenciadas das utilizadas nas salas de informática, onde há a utilização compartilhada. A assessoria técnica-pedagógica fica a cargo do Laboratório de Estudos Cognitivos (LEC), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

A dúvida é: como passar de uma educação tradicional e escolástica para uma pedagogia onde o aluno, além de dominar o uso da tecnologia, se torna mais autônomo na busca pelo conhecimento?

Para tal o LEC, propõe a metodologia da aprendizagem por projetos. Os alunos escolhem os temas que desejam estudar, baseando-se em suas necessidades e motivações, e buscam trabalhar a pesquisa de maneira interdisciplinar. Esta prática já é realizada pelo LEC, junto ao projeto Amora, no colégio de Aplicação da UFRGS.

No último dia da visita, o grupo teve a oportunidade de conhecer o projeto Amora , realizado nas 5ª e 6ª séries. Impressionaram a autonomia e a clareza dos objetivos e justificativas construídas pelos alunos em seus projetos de pesquisa. A EBM Vítor Miguel aguarda a chegada dos laptops em Florianópolis.

Mais informações no site do MEC.


Notícias relacionadas:

O que é sustentabilidade?

Hoje em dia se fala muito em sustentabilidade, mas pouca gente sabe realmente o que é. O que é sustentável se sustenta, obviamente. A partir disso podemos analisar o que é ou não sustentável. Em determinados assuntos, temos que desconstruir o olhar para descobrir. Isso porque o tema tem um viés multidisciplinar e pode ser trabalhado por todas as áreas. Abaixo algumas dessas discussões:

- Sociologia – é possível contruir uma sociedade sustentável em harmonia com a economia capitalista?

-Economia – o desenvolvimento sustentável é pensado como uma forma racional de se usar os recursos indispensáveis para a economia, sejam eles naturais, humanos ou culturais. Dessa forma, a sustentabilidade viabilizaria um ganho em produtividade; sustentabilidade é um discurso sustentável? Analise da proposta de conciliação entre preservação ambiental e desenvolvimento economico e social na globalização.

- Ecologia - questão populacional no desenvolvimento sustentável.

Na década de 1970, com o aumento dos movimentos ambientais surgiu o conceito de ecodesenvolvimento e desenvolvimento sustentável. A idéia de desenvolvimento sustentável vem sendo trabalhada como um novo projeto para a sociedade, capaz de garantir a sobrevivência dos grupos sociais e da natureza, no presente e no futuro.

Isso parte de uma idéia crítica do modo insustentável de se viver, reconhecido sob a forma de inadequação econômica, social e ambiental do padrão de desenvolvimento. Essa crítica gera a compreensão da finitude dos recursos naturais e das injustiças sociais.

Entra para o baú do desenvolvimento sustentável diversos pensadores, desde críticos do evolucionismo e da modernidade a defensores do ‘capitalismo verde’. Esse baú também abriga ‘alternativos’ que buscam um modelo socialmente justo, economicamente viável, ecologicamente sustentável e culturalmente aceito.

Num modelo sustentável, valoriza-se a agricultura familiar e a agroecologia. O cultivo dos alimentos é feito sem agrotóxicos, respeitando o ciclo natural das plantas e das estações do ano, sem degradar o solo e poluir a água, o que permite que as gerações futuras continuem tirando seus alimentos da mesma terra que tiramos os nossos. Por isso a Sala Verde UFSC apóia a Ecofeira, o consumo consciente e a economia solidária como formas de garantir o futuro do planeta.


REFERÊNCIA:

Desenvolvimento sustentável: Necessidade e /ou Possibilidade? - Dinizar Becker (org)

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Sala Verde UFSC em ação pelos pingüins

Na sexta-feira, 29, a coordenadora Clarice Trindade e a monitora Juliana Frandalozo foram trabalhar na recuperação dos Pingüins de Magalhães sujos de óleo resgatados das praias de Florianópolis e do sul do estado.

São 185 pingüins que precisam ser alimentados e hidratados por uma sonda, um por um. Ficamos contentes de ver voluntários de outros projetos, como o Projeto Lontra e também gente que nunca tinha trabalhado na causa ambiental antes. Uns 60 voluntários se prontificaram para os trabalhos e estão sendo organizados em escalas.

A Alessandra, veterinária da Associação R3 Animal está coordenando os trabalhos e salientou a importância da mídia para conseguir voluntários e doação de material. Os monitores da Sala Verde UFSC já se prontificaram para cumprir uma escala durante a semana, afinal são mais três, pelo menos, para a recuperação dos pingüins.

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Fogo, terra, água e ar na III Conferência

A III Conferência Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente já está sendo preparada. Nela jovens e crianças tem a chance de debater assuntos e estabelecer ações e responsabilidades relativos ao meio ambiente, permeados pelos quatro temas: fogo, terra, água e ar.

Os monitores da Sala Verde UFSC e representantes do Coletivo Jovem de Florianópolis, Clóvis Kuster e Juliana Gonzaga preparam os alunos de escolas da rede pública através de mini-conferências, onde as turmas de quinta a oitava série aprendem e discutem os temas.
Veja o vídeo feito pela Sala Verde UFSC sobre a III Conferência:

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Um yurt para morar

O que é um yurt? Descubra com a gente.

A equipe da Sala Verde UFSC recebeu nesta quarta a visita de Pablo Soria da Caravana da Paz. A Caravana percorre o mundo como um projeto itinerante de apoio ao desenvolvimento social através de voluntariado internacional. Os artistas viajantes fazem oficinas, palestras, cursos e apresentações de teatro, dança, música e artes circenses.
Pablo mostrou para a equipe uma das oficinas que a Caravana realiza, a de Eco-construção. Nela ensina-se como construir moradias sustentáveis e fáceis de montar e desmontar. Como os yurts, habitações circulares de origem mongol que podem ser feitas com bambu e lona.


A construção do yurt pode ser feita toda com material reaproveitado, com custo muito baixo. Essas casas podem ser levadas para qualquer lugar pela leveza da estrutura. Apesar disso elas são extremamente resistentes.

A equipe Sala Verde UFSC se mostrou muito interessada em fazer as oficinas e vamos buscar condições para realizá-las em breve.

Pablo faz parte também da rede de Ecovilas e percorre o mundo ensinando alternativas sustentáveis (a data da foto está trocada).

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Oficina de Plantas Medicinais - Marcela

No dia 06 de Agosto, Ana Magalhães e Schirley da Rosa apresentaram pela segunda vez a oficina de plantas medicinais, utilizando-se da Marcela (Achyrocline satureoids (Lam) DC).

Esta planta é indicada, entre outras coisas, para o tratamento de dor-de-cabeça, desordens menstruais, febre, resfriados, retenção de líquidos, reumatismo, disfunções gástricas e intestinais, insônia, suor, feridas, e também no auxílio estético, para clarear cabelo e contra a queda do mesmo.

No entanto, é contra-indicada para gestantes, pessoas sensíveis à erva (para tal é necessária uma análise médica) e seu uso por mais de uma semana, podendo causar anemia.

Nesta quarta-feira, 20 de Agosto, Ana Magalhães e Schirley da Rosa trarão como planta da semana, o Mastruço (Coronopus didymus).
A oficina tem início às 10:00h, na Praça da Cidadania, UFSC.

Postado por Fabrício Pacheco.